Passar para o Conteúdo Principal Top
logótipo CMV
Perguntas Frequentes   Facebook Twitter Instagram Flickr Youtube ISSUU RSS feed
 

Câmara de Valongo manifesta “profundo pesar” pela morte de militar português no Mali

Notícias
19 Junho 2017

A câmara de Valongo manifestou hoje "profundo pesar" e "toda a solidariedade" à família do militar português natural daquele concelho que morreu no Mali, na sequência de um ataque terrorista.

"Numa hora de profundo pesar, Valongo quer manifestar solidariedade à família deste homem que estava ao serviço da paz no Mali e foi vítima de um ato sem palavras. A câmara entrou em contacto com os familiares e está disponível para tudo o que a família necessite neste momento de sofrimento", disse à Lusa o presidente da câmara, José Manuel Ribeiro.

Um militar português morreu no Mali na sequência de um ataque terrorista ocorrido no domingo.

José Manuel Ribeiro disse ainda ser hoje "um dia muito triste para o país e para o concelho", referindo-se quer à tragédia de Pedrogão Grande, quer à morte de um militar de Valongo no Mali.

O Sargento-Ajudante Paiva Benido, de 40 anos, casado e com duas filhas menores, integrava o contingente nacional na Missão de Treino da União Europeia no Mali, composto por 10 elementos.

Segundo o EMGFA, o local onde ocorreu o ataque, Hotel Le Campement Kangaba, nas imediações de Bamako, "é reconhecido e autorizado pela Missão de Treino no Mali - ao serviço da qual estava o militar - como `Wellfare Center´ entre os períodos de atividade operacional dos militares que prestam serviço naquele país.

Também o ministro da Defesa Nacional, o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, e o chefe do Exército expressaram hoje profundo pesar pela morte do militar e prestava serviço no Comando de Pessoal no Porto.