Passar para o Conteúdo Principal Top
logótipo CMV
Perguntas Frequentes   Facebook Twitter Instagram Flickr Youtube ISSUU RSS feed
 

Percursos e Roteiros

Percursos
  • Corredor Ecológico

    imagem

    Percurso pedonal que liga o Parque da Juventude, localizado junto ao nó de acesso à autoestrada A4, na cidade de Valongo, com a aldeia de Couce, localizada no sopé da serra de Santa Justa, e daqui com a serra de Pias. Atravessa a zona urbana central da cidade e dirige-se para uma paisagem natural fascinadora. Aprecie tudo o que a serra tem de melhor para oferecer, a fauna e flora, bem como as formações geológicas de pasmar. O caminho pode ser efetuado de forma autónoma, seguindo a sinalização, ou através de visitas guiadas, possibilitando, desta forma, um conhecimento mais aprofundado do meio envolvente. É aconselhado o uso de vestuário e calçado confortável e adequado. O Corredor Ecológico tem uma extensão aproximada de 9000 e um grau de dificuldade baixo/médio. Tem ligação com os Percursos Amarelo e Vermelho.

  • Percurso Amarelo

    imagem

    Percurso pedonal circular com início e fim no Lugar da Azenha, um pouco antes de começar o estradão de Couce, à esquerda. É considerado de dificuldade intermédia devido ao declive de algumas subidas/descidas. Tem uma extensão aproximada de 2000 metros, podendo ser concluído em pouco mais de 30 minutos, sem paragens. Pode-se observar as Fragas do Castelo e o rio Ferreira na zona da Queiva. Do ponto de vista geológico "este percurso está implantado exclusivamente em terrenos de idade ordovícica. No início do trajeto podem ser observados xistos ardosíferos (vulgarmente conhecidos por ardósia), que se caracterizam pela sua cor negra e pela sua granulometria muito fina e homogénea. Na parte mais alta do trajeto surgem bancadas de material mais gresoso, acabando por originar bancadas de material mais quartzítico intercaladas por níveis xistentos muito finos. É nestas alternâncias, dominantemente quartzíticas, que se encontram os trabalhos mineiros abandonados." Texto do Centro de Geologia da UP.

  • Percurso Pedestre do Regadio de Ponte Ferreira

    imagem

    O percurso pedestre inicia-se junto do Núcleo Museológico da Panificação, em Ponte Ferreira, e estende-se, no seu troço principal, por cerca de 3 Km. Do troço principal bifurcam três de menor distância. Acompanha parte do canal do regadio, do qual se destaca a Ponte dos Arcos, aqueduto que permitia que as águas transpusessem o rio Ferreira de uma margem para a outra. Na extensão total do percurso existem outros pontos de interesse a visitar, a Ponte Ferreira, Casa da Portagem e Alminhas, logo no início, e depois a  Ponte de Terra Feira e Igreja Matriz, entre outros.

    Tlf.: +351 224 227 900

    Tlm.: +351 911 034 687 / 911 034971

    Email: presidencia@cm-valongo.pt

    Website:www.cm-valongo.pt 

    Morada: Rua Ponte Ferreira, 4440 Campo Valongo

    Coordenadas: 41.188262717921 - 8.45911860466

  • Percurso Vermelho

    Percurso pedonal linear com uma terminação no Lugar da Azenha, onde começa o estradão de Couce, e a outra no Centro de Interpretação Ambiental. É considerado o mais difícil especialmente pela subida/descida junto à Azenha, muito íngreme. Tem uma extensão de cerca de 3200 metros, considerando-se razoável percorrê-lo em 2h30. Passa por várias fragas, propiciando uma vista muito bonita sobre o vale do rio Ferreira. No término junto ao CIA pode ser observado do exterior o Fojo das Pombas (visita sob marcação prévia no Posto de Turismo). Do ponto de vista geológico "este percurso está implantado em terrenos com litologias pertencentes ao Précâmbrico e/ou Câmbrico e ao Ordovícico. Este percurso apresenta, na sua parte inicial, litologias como xistos e siltitos de idade ordovícica. À medida que o percurso se vai deslocando para Oeste, aqueles materiais vão dando origem a litologias mais grosseiras, culminando com bancadas métricas de quartzito onde é possível observar pistas de locomoção de trilobites (Cruziana). Estas bancadas quartzíticas, devido à sua maior resistência à erosão, materializam os grandes alinhamentos que formam as Serras desta região." Texto do Centro de Geologia da UP.

Roteiros
  • Roteiro da Arquitetura Religiosa

    imagem

    O concelho de Valongo é rico em templos, cultos e festas religiosas. Ao longo dos tempos, resultado de uma grande dedicação e esforço, foram erguidas esplendorosas igrejas que espelham a devoção popular das suas gentes. Exemplos disso são as igrejas matrizes de Campo, Sobrado e Valongo, e a Igreja de Santa Rita e Convento da Formiga. São estes templos que Valongo preserva e tem para oferecer ao visitante. Por isso não deixe de se fascinar pela riqueza, invulgaridade e beleza do interior de cada igreja. Deslumbre-se com a imponência da arquitetura e formas exteriores dos edifícios, pela perfeição de cada fachada e deixe-se seduzir pela sumptuosidade. Aproveite ainda para usufruir o que a envolvente de cada templo oferece. Para percorrer este Roteiro da Arquitetura Religiosa, dada a distância entre pontos de interesse, e a extensão total muito próxima dos 12 Km, aconselhamos que o faça de bicicleta ou de veículo automóvel. Respeite os locais de culto, tenha em atenção os horários praticados por cada igreja, assim como a eventualidade da ocorrência de cerimónias religiosas.

  • Roteiro “Do Grão ao Pão”

    imagem

    É muito antiga a fama de Valongo enquanto terra de panificação. Desde tempos imemoriais que é grande centro produtor de pão e de biscoitos destinados ao abastecimento da cidade do Porto e de toda a região. A sua afamada regueifa levou e leva longe o nome de Valongo. Os seus biscoitos atualmente chegam a diferentes sítios do globo. A atividade tem o seu início a montante com a produção dos cereais e posterior transformação em farinha. Nas margens dos rios do concelho chegaram a existir centenas de mós nos moinhos que giravam com a força das águas do Leça, do Ferreira e seus afluentes. Comece este percurso com uma visita ao antigo moinho de Ponte Ferreira. Aqui poderá elucidar-se das várias etapas por que passam os cereais até à obtenção do produto final. Ainda em Ponte Ferreira descubra, na antiga Casa da Portagem, a data de 1796, altura em que aqui se começou a taxar impostos sobre o trigo e que ajudariam à construção da igreja matriz de Valongo. Depois, entre nas padarias e biscoitarias tradicionais e de cariz familiar, presentes no núcleo antigo de Valongo onde a oferta é excelente. Prove o pão confecionado a lenha. Recupere as forças apreciando a regueifa ainda quente com manteiga. Delicie-se com o perfume dos gostosos e tradicionais biscoitos nas suas diferentes variedades. A pé, de bicicleta (pode alugar na LongusBike) ou de automóvel percorra um roteiro rico de saberes, sabores e tradições. Viva uma experiência única. O percurso total, com 12,5 Km, poderá ser efetuado num dia. Tenha em atenção os horários praticados pelas instituições e empresas, assim como as condições para acederem às mesmas, como necessidade de marcação de visitas, entre outros.

  • Roteiro Roteiro da Lousa

    imagem

    Com usos ancestrais, a lousa, do subsolo de Valongo, passou a ter uma extração intensa, em meados do século XIX. Este território foi pioneiro na inovação e industrialização mineira da atividade ardosífera. A negra ardósia, um dos ex-líbris do concelho, tem atualmente na vila de Campo a concentração da extração através de duas empresas. Uma labora em profundidade e a outra em pedreira a céu aberto. Algumas empresas familiares de transformação ainda subsistem. Aqui são fabricadas as famosas e nostálgicas lousas escolares, nomeadamente para exportação. Também artistas e artesãos dedicam-se a produzir peças únicas e expressivas, resultantes de uma atividade que economicamente tem relevância para o concelho.   Ceda à tentação e visite alguns pontos de interesse associados à lousa. A pé, de bicicleta ou de automóvel percorra um roteio rico de saberes e tradições, vivendo uma experiência única. O percurso total, com cerca de 12 Km, poderá ser efetuado durante um dia. Tenha em atenção os horários praticados pelas instituições e empresas, assim como as condições para acederem às mesmas, como necessidade de marcação de visitas, entre outros. Para além dos pontos de interesse assinalados, à medida que vai fazendo o roteiro poderá ainda encontrar algumas edificações em ardósia e vestígios de antigas explorações, como escombreiras resultantes da extração.