Passar para o Conteúdo Principal Top
logótipo CMV
Perguntas Frequentes   Facebook Twitter Instagram Flickr Youtube ISSUU RSS feed
 

Gondomar, Paredes e Valongo ganham prémio Município do Ano Portugal 2019 com o projeto Parque das Serras do Porto

Notícias
Gondomar, Paredes e Valongo ganham prémio Município do Ano Portugal 2019 com o projeto Parque das...
36413477_1837061356357420_6933716531746439168_o_1_1024_450
62160182_2341226235940927_5357847650219589632_o
36475553_1837056203024602_2021094395545124864_o_1_1024_450
36430336_1837054739691415_6890021969723392000_o_1_1024_450
36436183_1837048459692043_6216108551207649280_o_1_1024_450
36403128_1837053513024871_1101286188003622912_o_1_1024_450
62130207_2341225942607623_7426839349251014656_o
62070078_2341226649274219_1301776240633446400_o
62207239_2341268942603323_3621487600461676544_o
62061738_2341231449273739_34501699922034688_o
16 Novembro 2019

Com o Projeto «Parque das Serras do Porto», os Municípios de Gondomar, Paredes e Valongo venceram na categoria Intermunicipal o prémio Município do Ano Portugal 2019, uma iniciativa da Universidade do Minho, que promove este concurso através da plataforma UM-Cidades.

O galardão visa "reconhecer e premiar as boas práticas em projetos implementados pelos municípios com impactos assinaláveis nas vilas, cidades e no território, na economia e na sociedade, que promovam o crescimento, a inclusão e/ou a sustentabilidade, colocar na agenda a temática do desenvolvimento integrado dos territórios, focada no papel e ação dos municípios e dar visibilidade e reconhecer, em diferentes categorias, realidades diversas que incluam as cidades, mas também os territórios de baixa densidade nas diferentes regiões do país".

A cerimónia de atribuição de prémios realizou-se no dia 15 de novembro, no Mosteiro de Arouca.

O Parque das Serras do Porto, fruto da sinergia entre os Municípios de Gondomar, Paredes e Valongo, assume uma posição estratégica na Área Metropolitana do Porto e constitui um interessante caso de estudo de gestão integrada de uma área protegida, dado que procura concertar expectativas e rentabilizar recursos em prol da dinamização de um território partilhado, com o estreito envolvimento da comunidade. O processo participativo de elaboração do Plano de Gestão, decorrido em 2018, é um excelente exemplo dessa dinâmica.

O Parque das Serras do Porto abarca cerca de 6.000 hectares, em território de Gondomar, Paredes e Valongo, correspondendo a uma unidade de paisagem intimamente relacionada com o Anticlinal de Valongo e que se traduz atualmente numa sequência de 6 serras – Santa Justa, Pias, Castiçal, Santa Iria, Flores e Banjas – intercaladas pelos vales marcados dos rios Ferreira e Sousa.

A vasta bibliografia sustenta de forma inquestionável a sua riqueza patrimonial, salientando-se a singularidade geológica, que nos leva numa viagem pela Era Paleozoica, os habitats e espécies de flora e fauna com estatuto de conservação e os vestígios arqueológicos, com destaque para a mineração aurífera romana. Beneficia da proximidade com grandes centros urbanos, não deixando de manter vivas as tradições rurais. Os vales dos rios Ferreira e Sousa convidam a um certo isolamento em contacto com a natureza, enquanto o efeito miradouro das linhas de cumeada proporciona uma vista panorâmica do território envolvente.

A Associação de Municípios Parque das Serras do Porto, constituída em abril de 2016, é responsável pela criação e gestão desta Paisagem Protegida Regional, cuja classificação foi publicada em DR em março de 2017 e cujo propósito é salvaguardar e valorizar a paisagem e o património, não deixando de respeitar a propriedade, as expectativas e as necessidades das pessoas que nela habitam ou que dela dependem.