Passar para o Conteúdo Principal Top
logótipo CMV
Perguntas Frequentes   Facebook Twitter Instagram Flickr Youtube ISSUU RSS feed
 

Município partilha experiências na rede de transferência URBACT

Notícias
Município partilha experiências na rede de transferência URBACT
IMG_9381
IMG_9346
IMG_9342
IMG_9332
IMG_9345
IMG_9370
26 Julho 2018

No âmbito da rede de transferência URBACT, Valongo recebeu no passado dia 24/07 a coordenadora do projeto de L’Hospitalet, Nuria Sempere e a perita do URBACT Sandra Rainero, que se reuniram com a equipa do Município afeta a este projeto bem como com “stakeholders” locais que poderão vir a apoiar a implementação deste projeto, nomeadamente representantes da Banda Musical de S. Martinho de Campo, Cabeças do Ar e Pés na Terra – Associação Cultural e Educasom.

O Município de Valongo viu a sua iniciativa Biblioteca Humana reconhecido pelo URBACT como boa-prática. No seguimento dessa distinção, fomos contactados pela cidade de L’Hospitalet para integrar uma rede de transferência URBACT.
As Redes de Transferência incidem na adaptação e transferência de boas práticas comprovadas entre as cidades da EU e dirigem-se a cidades que estão interessadas em enfrentar um desafio político específico com uma solução integrada e sustentável de forma a adaptar e reutilizar uma prática testada e eficaz no contexto da sua própria cidade.
A boa prática de L’ Hospitalet é a Escola de Música - Centre de les Arts (EMCA). Trata-se de um recurso de coesão social urbana através do desenvolvimento das artes.
A EMCA L'Hospitalet recorre às artes como um instrumento de coesão, miscigenação social e promoção do sucesso escolar em zonas economicamente mais desfavoráveis. Com este objetivo, que está em funcionamento há 12 anos, os trabalhos são conduzidos num novo modelo de instituição de ensino do século XXI, combinando educação para todos os cidadãos e intervenção em escolas nos bairros mais desfavorecidos da cidade, proporcionando efeitos positivos no sucesso escolar, integrando alunos de vagas migratórias, e proporcionando igualdade de oportunidades. O processo é dado por concluído quando, no seguimento da intervenção continuada no horário escolar, os alunos decidem continuar a praticar música, dança ou teatro na Escola de Música. A arte reúne e apoia a verdadeira coesão entre cidadãos de todas as origens culturais e de todas as circunstâncias económicas, disponibilizando espaços onde se podem reunir e partilhar identidades entre as comunidades de uma maneira que não ocorre naturalmente na cidade.
O ensino das artes baseado na comunidade permitiu aumentar o sucesso escolar destes alunos, fortalecendo e envolvendo, em particular, as comunidades não pertencentes à UE que têm menos raízes sociais na cidade. A Autoridade Local disponibiliza os instrumentos, o que significa que a pobreza não é um obstáculo para tocar um instrumento ou dispor de equipamentos de dança - as famílias aproximam-se da escola e das casas de espetáculo da cidade, atraídos pela participação dos seus filhos, desenvolvendo ligações que irão contrapor a exclusão social por razões económicas ou culturais, e criando espaços comunitários que farão de cada concerto uma celebração comunitária.
O URBACT é um programa europeu de cooperação territorial, de aprendizagem coletiva e troca de experiências em torno da promoção do desenvolvimento urbano sustentável e integrado.
Este Programa financia a constituição de redes de cidades para o desenvolvimento de soluções comuns em torno de desafios urbanos contemporâneos, reafirmando a posição chave das cidades e das comunidades locais face à complexidade crescente das mudanças societárias.
O URBACT apoia as cidades no desenvolvimento de soluções pragmáticas, inovadoras e sustentáveis que integrem igualmente as dimensões económica, social e ambiental. Neste âmbito, é promovida a partilha de boas práticas entre todos os profissionais envolvidos nas políticas urbanas através da Europa.