Passar para o Conteúdo Principal Top
logótipo CMV
Perguntas Frequentes   Facebook Twitter Instagram Flickr Youtube ISSUU RSS feed
 

Câmara Municipal entregou casas a 41 pessoas carenciadas

Notícias
Img 9800 1 1024 450
Img 9708 1 1024 450
Img 9729 1 1024 450
Img 9733 1 1024 450
Img 9710 1 1024 450
Img 9729 1 1024 450
Img 9708 1 1024 450
Img 9743 1 1024 450
12 Dezembro 2018

A Câmara Municipal de Valongo entregou mais 16 habitações sociais a 41 pessoas carenciadas, incluindo 16 crianças, que passarão a viver já nesta quadra natalícia com condições de conforto e dignidade.
A cerimónia formal de entrega das chaves realizou-se no dia 12 de dezembro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Valongo, José Manuel Ribeiro, dos Vereadores e dos Administradores da empresa municipal Vallis Habita.
“É assim que se constrói uma comunidade mais forte. Agarrem esta oportunidade para terem uma vida melhor”, afirmou José Manuel Ribeiro, referindo que no atual ciclo governativo já foram entregues pelo Município 130 casas, cuja recuperação implicou um investimento de um milhão de euros. “Estimem as vossas casas porque houve aqui um grande esforço do público”, apelou o autarca.
Apesar de não dispor de casas em número suficiente para as necessidades do concelho, a Autarquia através da Empresa Municipal Vallis Habita esforça-se por dar resposta aos casos mais dramáticos de uma lista com centenas de agregados familiares inscritos para habitação social. As 16 famílias serão realojadas em casas de diferentes tipologias (T1 a T4) em urbanizações localizadas em Alfena, Campo, Ermesinde, Sobrado e Valongo. As rendas variam entre os 4,29€ e os 117,76€.
Esta entrega formal de casas nesta época festiva só é possível porque entretanto as habitações foram desocupadas pelos anteriores moradores. A recuperação de cada casa deixada vaga pelos anteriores ocupantes custa em média 8.000€.
Para assegurar a inclusão social das famílias mais vulneráveis, o Município contratualizou também no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano do Programa Operacional Regional do Norte 2020, um investimento de aproximadamente 4 milhões de euros, estando já a ser reabilitados diversos empreendimentos de habitação social do concelho. As obras em curso permitem aumentar o conforto térmico das casas e requalificar os espaços exteriores envolventes.
Também com recurso aos fundos comunitários, está a ser implementado o projeto «O Meu Bairro Não tem Paredes», dirigido especificamente aos residentes de vários Empreendimentos de Habitação Social do Concelho. Esta iniciativa tem como objetivos centrais erradicar as causalidades, sintomas e evidências de desfiliação e de precariedade aumentando o sentimento de pertença ligando o Bairro ao Mundo e trazendo o Mundo ao Bairro. Assim, têm vindo a ser desenvolvidas Ações de Capacitação; Ações de Educação ara a Cidadania, Igualdade e Não Discriminação; Educação para a Saúde; Ações de Inclusão pela Arte e pelo Desporto; Ações de Educação para Cidadania, Igualdade e Não Discriminação; Criação do Clube de Emprego e Formação; Criação do Espaço Residente e de Mediadores Comunitários.