Passar para o Conteúdo Principal Top
logótipo CMV
Perguntas Frequentes   Facebook Twitter Instagram Flickr Youtube ISSUU RSS feed
 

ESCLARECIMENTO relativo à não realização do evento "Primeira prova de arranque de Valongo"

Notícias
ESCLARECIMENTO relativo à não realização do evento "Primeira prova de arranque de Valongo"
23 Setembro 2016

O Município de Valongo esclarece que nunca esteve em causa o apoio aos Bombeiros Voluntários de Valongo e que foi exclusivamente por razões de segurança que não autorizou a realização do evento "Primeira prova de arranque de Valongo", solicitado pela Associação Motard de Campo para os dias 24 e 25 de setembro, nas ruas da cidade de Valongo. Esta entidade promotora, que colocou abusivamente o Brasão do Município de Valongo no cartaz do evento, não reuniu os requisitos legais necessários, nem garantiu as condições obrigatórias de segurança para o público e para os participantes.
A proposta para o apoio ao evento não chegou sequer a ser submetida à aprovação da Câmara Municipal de Valongo, porque não foram apresentados pela organização os documentos solicitados, designadamente o licenciamento da FPAK - Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting e o plano de segurança homologado. Foi ainda proposto à organização que adiasse o evento para que se conseguissem cumprir todos os formalismos legais, mas tal não foi aceite.
Os Bombeiros sempre mereceram, merecem e merecerão desta Autarquia o máximo apoio. O Município atribui aos Bombeiros Voluntários do concelho anualmente apoio financeiro direto na ordem dos 175 mil euros, disponibilizando também apoio técnico, logístico e de oficinas, e está disponível, como sempre esteve, para prestar todos os apoios que forem solicitados, desde que se enquadrem nas suas capacidades financeiras e competências legais.
A autarquia já apoiou e autorizou vários eventos com angariação de fundos para os Bombeiros e outras instituições solidárias. Contudo, a Câmara Municipal não pode autorizar a realização de uma prova onde está em risco a segurança dos cidadãos com o argumento de que uma parte desconhecida das receitas seria para os Bombeiros.
O Município de Valongo não pode pactuar com este tipo de subterfúgios, autorizando a realização de provas ilegais e que colocam em causa a segurança dos cidadãos.