Passar para o Conteúdo Principal Top
logótipo CMV
Perguntas Frequentes   Facebook Twitter Instagram Flickr Youtube ISSUU RSS feed

Capacidade do Centro Veterinário Municipal de Valongo vai quadruplicar

Notícias
Capacidade do Centro Veterinário Municipal de Valongo vai quadruplicar
0b1a5146
0b1a5159
0b1a5149
0b1a5134
0b1a5133
14 Dezembro 2021

A capacidade do Centro de Recolha Oficial de Animais (CROA) do Centro Veterinário Municipal de Valongo vai quadruplicar. O equipamento cumprirá os mais altos padrões de bem-estar animal passará a ter 59 jaulas e uma área total de 832 metros quadrados, que incluirá uma piscina para os cães se refrescarem no tempo quente. Cada jaula será individual, com área abrigada e descoberta, com exposição solar e corta-vento, com bebedouros automáticos e duas grelhas de recolha de dejetos. No exterior, além piscina para lavagem e/ou refrescamento dos animais, está prevista uma área circular de exercício.

O Presidente da Câmara Municipal de Valongo, José Manuel Ribeiro, e o Vereador da Logística, Ivo vale Neves, acompanharam o início da empreitada que custa 148.793,06€. O prazo de execução é de 120 dias.

“Dentro de alguns meses, teremos mais 44 novas jaulas e mais espaço para conseguirmos dar mais resposta ao problema do aumento do número de animais errantes no concelho”, afirmou José Manuel Ribeiro, frisando que “Valongo continua a destacar-se como uma das autarquias na vanguarda do bem-estar dos seus animais”.

Entre as medidas promovidas pela autarquia em prol do bem-estar animal, destacam-se as campanhas de adoção e de esterilização gratuitas e a criação de colónias CED – captura, esterilização devolução, para controlar a reprodução dos animais errantes. A todos os animais adotados através do Centro Veterinário Municipal, é oferecida a esterilização, a vacinação antirrábica, a desparasitação e o dispositivo de identificação eletrónica (microchip). Em média, a autarquia gasta 100€ por cada animal que entrega para adoção.
No atual ciclo governativo esta é já a segunda ampliação do CROA, que em 2018 duplicou a capacidade passando a poder albergar no total 30 animais.